REGULARIZAÇÃO DE VAZÃO E DISSIPAÇÃO DE ENERGIA EM BACIAS HIDROGRÁFICAS NA MESORREGIÃO CENTRO OCIDENTAL RIO-GRANDENSE

DANILO RHEINHEIMER DOS SANTOS, ANDRÉ PELLEGRINI, JIMMY WALTER RASCHE ALVAREZ, IVAN RENATO CARDOSO KROLOW, VIVIANE CAPOANE, DANIELA DA ROCHA VITÓRIA KROLOW

Resumo


As ações antrópicas determinam as condições de superfície e alteram as proporções de uso e manejo do solo em bacias hidrográficas. O uso de coeficientes que consideram variáveis hidrossedimentológicas para avaliar a interação homem-meio pode ser a forma eficaz de quantificar os impactos da ação do Homem no meio. O objetivo deste trabalho foi avaliar as condições de superfície proporcionadas pela interação homem-meio através da regularização de vazão e da dissipação de energia em duas pequenas bacias hidrográficas em áreas de assentamentos de reforma agrária (diferentes formas de proteção das áreas ripárias) no Rio Grande do Sul. Na pequena bacia com maior cobertura por mata ciliar, os coeficientes apontaram para maior regularização da vazão, porém menor dissipação de energia erosiva. A degradação dos estratos inferiores da mata (acesso livre aos bovinos) compromete a capacidade de retenção de sedimentos comparativamente a outra pequena bacia, cujas regiões próximas aos cursos d’água predominam áreas úmidas. O escoamento superficial gerado nas áreas de lavoura foi atenuado pela área de mata na bacia maior e potencializado pelas áreas úmidas na bacia menor.


Palavras-chave


Produção de sedimento; Erosão; Zona ripária.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank