SENSORIAMENTO REMOTO EM ECOLOGIA DA PAISAGEM: ESTADO DA ARTE

Hugo José RIBEIRO, Nilson Clementino FERREIRA, Kátia Alcione KOPP, Tatiane Souza Rodrigues PEREIRA, Wellington Nunes de OLIVEIRA

Resumo


Os estudos de ecologia da paisagem, assim como os padrões espaciais, influenciam os processos ecológicos e, a utilização desta informação com a cobertura terrestre por detecção remota é indispensável para a realização de análises espaciais. Este artigo de revisão discute como o Sensoriamento Remoto está sendo utilizado em Ecologia da Paisagem nos últimos sete anos. Para isso, foi feita uma revisão sistemática da literatura com o apoio do programa State of the Art - START projetado especificamente para este propósito, considerando artigos de periódicos indexados com fator de impacto maior que dois. A pesquisa foi realizada a partir de questões, como: quais tópicos são mais pesquisados nos últimos anos? Que tipo de abordagem está sendo aplicada? E quais técnicas de sensoriamento remoto (SR) estão sendo usadas na pesquisa de ecologia da paisagem? Essas perguntas foram respondidas pela vasta literatura científica disponível. A pesquisa mostrou que os tópicos mais pesquisados foram o padrão e dinâmica espacial, ambos com cerca de 24% dos artigos analisados. A abordagem metodológica mais utilizada pelos pesquisadores com 61% do total e o pré-processamento foi a técnica mais amplamente aplicada, com 81% do total.


Palavras-chave


Sensoriamento remoto; Processamento de imagens; Ecologia da paisagem; START; Classificação.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank