ESTIMATIVA DA ESPESSURA E VARIAÇÃO LITOLÓGICA DO GRUPO URUCUIA NA BACIA DO RIO DE ONDAS NO OESTE DA BAHIA, USANDO SONDAGEM ELÉTRICA VERTICAL

Joana Angélica Guimarães da LUZ, Leandro MOUTINHO, Alteredo Oliveira CUTRIM

Resumo


Esta pesquisa foi realizada no oeste do estado da Bahia, na bacia do Rio de Ondas, com o objetivo de estimar a espessura e a variação litológica do Grupo Urucuia, usando sondagem elétrica vertical (SEV). Foram realizadas oito SEV’s, com abertura máxima de AB/2 de 800m para investigar a profundidade máxima de 400m. Os resultados mostram que os solos têm espessura máxima de 2,94m e mínima de 0,90m e o Grupo Urucuia tem espessura em torno de 397m, divididos em arenito e arenito argiloso distribuídos em várias profundidades. Estas informações enriquecem o conhecimento geológico da região e são muito importantes para pesquisa hidrogeológica, envolvendo estimativa de reservas de água e avaliação da vulnerabilidade à contaminação do Urucuia, assim como para a elaboração de projetos de poços para explorar o sistema Aquífero Urucuia. Em geral estes resultados mostram também que o sistema Aquífero Urucuia é livre coberto, pois está sobreposto apenas por solo e rocha de elevada condutividade hidráulica.


Palavras-chave


SEV; Bacia do rio de Ondas; Grupo Urucuia; Hidrogeologia.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank