ANÁLISE TAFONÔMICA DOS FÓSSEIS DA MEGAFAUNA QUATERNÁRIA DO LAJEDÃO DO PATRÍCIO, JOÃO DOURADO (BAHIA), BRASIL

Fábio Henrique Cortes FARIA, Ismar de Souza CARVALHO

Resumo


Realizou-se neste estudo a descrição e interpretação das modificações ósseas macroscópicas dos fósseis da megafauna do Quaternário, coletados no município de João Dourado, localidade do Lajedão do Patrício, estado da Bahia. Utilizando o conceito de taphorecords, caracterizaram-se os restos esqueletais em categorias tafonômicas de acordo com seu estado de preservação, inserindoos em grupos com histórias tafonômicas distintas, que são ossos ressedimentados e retrabalhados. A concentração fossilífera apresenta domínio das espécies Eremotherium laurillardi (Pilosa Megatheridae) e Notiomastodon platensis, devido sua abundância em biocenoses do Pleistoceno final – Holoceno inicial e da resistência de seus ossos. Os bioclastos apresentam orientação que indica a ação de fluxos na acumulação dos ossos. Bioclastos e clastos foram transportados e depositados em eventos de enchentes relâmpagos (flash floods), em drenagens temporárias, num contexto climático sazonal. A concentração fossilífera é parautóctone, monotípica e paucitáxica, predominando elementos com baixo e moderado potencial de transporte, respectivamente, indicando que os restos esqueletais que compõem a acumulação fossilífera foram transportados e retrabalhados de tanatocenoses próximas do local de acumulação e soterramento.


Palavras-chave


Bioclasto; Modificação óssea; Ressedimentação; Retrabalhamento.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank