ANÁLISE ESPAÇO-TEMPORAL DO ESTADO DE CONSERVAÇÃO DA ÁREA DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL LAGOAS E DUNAS DO ABAETÉ

Diego Idelfonso de OLIVEIRA, Ricardo Galeno Fraga de Araújo PEREIRA

Resumo


Uma Área de Proteção Ambiental (APA) tem como objetivos básicos proteger a diversidade biológica, disciplinar o processo de ocupação e assegurar a sustentabilidade do uso dos recursos naturais. As Lagoas e Dunas do Parque do Abaeté são os últimos remanescentes de sistemas de dunas, lagoas e restingas ainda conservadas no município de Salvador, Bahia. Apesar de estarem protegidas legalmente, encontram-se sujeitas a descaracterização pela intensificação do processo de ocupação urbana e especulação imobiliária ao longo da área costeira, acarretando a progressiva degradação de seus componentes físicos, químicos e biológicos. O objetivo deste trabalho foi analisar o estado de conservação da APA Lagoas e Dunas do Abaeté pela utilização do mapeamento do meio biofísico e avaliação dos conflitos ambientais existentes, com auxílio do uso de geotecnologias. Os resultados da análise espaçotemporal, entre os anos de 1976 e 2017, mostram que houve um crescimento de áreas urbanizadas dentro da APA de 1.161%, enquanto neste mesmo período a classe das lagoas foi reduzida em 14%, as dunas reduzidas em 21% e a vegetação nativa reduzida em 35%. O intervalo de maior expansão urbana foi de 1976 a 1989, motivado, principalmente, pela implantação do Polo Petroquímico de Camaçari.


Palavras-chave


Áreas de Proteção Ambiental; Lagoa do Abaeté; Geoconservação; Sensoriamento Remoto.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank