PETROGRAFIA E LITOQUÍMICA DAS FORMAÇÕES FERRÍFERAS BANDADAS DA REGIÃO DE QUIXERAMOBIM - BOA VIAGEM, CEARÁ, BRASIL

César Ulisses Vieira VERÍSSIMO, Christiano MAGINI, Clóvis Vaz PARENTE, José de Araújo NOGUEIRA NETO, Afonso Rodrigues de ALMEIDA, Otaciel de Oliveira MELO, Michel Henri ARTHAUD, Glória Maria Silva HAMELAK, Leiliane Rufina de AZEVEDO

Resumo


Duas novas ocorrências de formações ferríferas bandadas (BIF's) foram identificadas nas regiões de Folhas Boa Viagem e Quixeramobim (Estado do Ceará). Elas estão associadas às rochas neoarqueanas a paleoproterozóicas do Complexo Cruzeta, cujas idades modelo (Sm/Nd - T DM) variam de 2,3 a 3,2 Ga. As análises químicas de elementos maiores em seis amostras mostram uma composição química relativamente simples, com SiO2 e Fe2O3 representando mais de 96% de sua composição total. Quando normalizado pelo NASC, o padrão de distribuição dos ETR sugere dois grupos distintos: o primeiro inclui as BIF's de Quixeramobim, com somatório de ETR muito alto (121,65 e 119,37) e caracterizado também pelo aumento gradativo do fracionamento dos ETR, do Lantânio (La) em direção ao Lutércio (Lu). Neste grupo duas amostras analisadas exibem anomalia moderadamente positiva de európio (Eu n/Eu*= 1,31 e 1,49). O segundo grupo é representado pelas BIF's de Boa Viagem que possuem um somatório de ETR muito variado (6,23 a 189,44) sem anomalias positivas de európio (Eu n/Eu*= 0,77 a 0,99). Estes padrões são interpretados considerando a distância da posição do sítio de deposição de ferro em relação à área fonte deste elemento. Os padrões exibidos pelas BIF's de Quixeramobim diferem sobremaneira dos apresentados pelas BIF's arqueanas do Tipo Algoma, mas são comparáveis aos padrões exibidos pelas BIF's tipo Lago Superior (Eu n/Eu* >; 1 e < 2), onde as anomalias pouco expressivas de európio são interpretadas como decorrentes da pequena participação de fluidos hidrotermais no ambiente de deposição

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank