TRANSPORTE DE ESPÉCIES QUÍMICAS DISSOLVIDAS EM ÁGUAS FLUVIAIS DE UMA MICROBACIA COM EUCALIPTOS EM ANGATUBA, SÃO PAULO

Helder de OLIVEIRA, Diego VENDRAMINI, Jefferson MORTATTI

Resumo


As concentrações das principais espécies químicas dissolvidas bem como seus transportes fluviais foram quantificadas no córrego Entre Rios, em uma microbacia reflorestada com eucaliptos em Angatuba, SP, durante dois eventos chuvosos, antes e após a colheita da madeira, sendo comparados dois métodos de cálculo, o estocástico e o de integração de áreas. Embora com resultados similares, o método de integração de áreas se mostrou melhor adaptado à situação proposta, evidenciando que SiO2 e HCO3- apresentaram os transportes específicos mais significativos em ambos os períodos de amostragem. Após a colheita de madeira foi possível verificar um aumento na concentração de K+, Cl- e SO4(2-) devido aos tratos culturais e adubação para o próximo ciclo de plantas. Os baixos transportes observados confirmaram a baixa minerabilidade das águas superficiais, se mostrando altamente dependentes do processo de recarga

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank