ESTUDO DE MÉTODO PARA AVALIAÇÃO DA INCERTEZA NA SIMULAÇÃO DE FLUXO EM MEIOS POROSOS

Victor Vanin SEWAYBRICKER, Alexandre Campane VIDAL

Resumo


A área de estudo tem aproximadamente 10.300 m² e substrato caracterizado por aterro argilo-arenoso com presença de entulhos sobreposto a sedimentos não litificados, ora mais argilosos, ora predominantemente arenosos. Foi identificado aquífero livre com fluxo de sul para norte, governado por gradiente hidráulico de 1%. O trabalho realizado busca aplicar método geoestatístico para a avaliação do impacto das heterogeneidades de condutividades hidráulicas verificadas na área, por meio da simulação de cenários equiprováveis em simulador numérico de fluxo e de trajetória de partículas. Dados de campo foram obtidos de registros de sondagens de 15 poços de monitoramento e de 15 poços de remediação. Estas informações foram utilizadas para a construção de modelos equiprováveis de distribuição de condutividades hidráulicas. Os modelos geoestatísticos alimentaram o simulador de fluxo com propriedades definidas célula a célula. Após a calibração do fluxo, foram procedidas simulações de trajetórias de partículas e computadas as respostas para tempos mínimo e máximo de trajetória. Os resultados obtidos para as duas categorias avaliadas evidenciaram a influência dos diferentes cenários equiprováveis adotados, demonstrando a significativa incerteza que há na modelagem de fluxo em aqüíferos porosos heterogêneos. Os resultados demonstram que o método estudado é ferramenta aplicável para a análise da incerteza na resposta de simuladores, podendo inclusive, ser empregado em modelos mais complexos e considerando-se outras variáveis que não somente a condutividade hidráulica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank