ANÁLISE DA EFICIÊNCIA DA VEGETAÇÃO NO CONTROLE DO ESCOAMENTO SUPERFICIAL: UMA APLICAÇÃO NA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO SÃO BARTOLOMEU, DF

Edilson de Souza BIAS, Luciana PIVEL, Samuel Café GUEDES, Karina Carvalho ROCHA

Resumo


A ocupação desordenada causada pelo crescimento populacional, juntamente com a expansão agrícola, são alguns dos fatores responsáveis pelo desenvolvimento de processos erosivos, que levam à degradação do solo. O presente estudo busca analisar a eficiência da vegetação no controle do escoamento superficial na Bacia Hidrográfica do Rio São Bartolomeu, importante para o abastecimento de água do Distrito Federal e entorno. Tais regiões se encontram em intenso processo de crescimento, com a consequente retirada da cobertura vegetal e a intensificação de processos erosivos. Para um melhor entendimento da situação foi realizada uma análise multitemporal, por meio de ferramentas de geoprocessamento, para os anos de 2000 e 2007, correlacionando parâmetros morfométricos, de declividade, de pedologia, de pluviometria e de NDVI. Após a geração dos mapas de cada característica, relativos a cada um dos anos citados, foram efetuadas as integrações entre os temas por meio de uma matriz de ponderação de pesos. O resultado foi um mapa que indica susceptibilidade ao escoamento superficial da bacia para cada ano estudado. Com base no resultado obtido, pôde-se perceber que, devido à redução da cobertura vegetal pela expansão natural das cidades, a Bacia apresenta certa fragilidade ambiental a processos erosivos ligados ao escoamento superficial, apesar da diminuição das áreas muito susceptíveis ao escoamento, pela redução das chuvas no ano de 2007.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank