MONITORAMENTO DA EXPANSÃO URBANA, CENÁRIOS FUTUROS DE CRESCIMENTO POPULACIONAL E O CONSUMO DE RECURSOS HÍDRICOS NO MUNICÍPIO DE SÃO CARLOS, SP

Carlos Wilmer COSTA, Francisco Antônio DUPAS, Juliana Garcia CESPEDES, Luiz Felipe SILVA

Resumo


O agrupamento de pessoas em áreas densamente povoadas aponta para a utilização de sistemas de monitoramento de sensoriamento remoto e de análises espaciais com Sistemas de Informação Geográfica. Neste estudo, a superfície impermeabilizada da cidade de São Carlos, Estado de São Paulo, foi estudada durante um período de 44 anos por meio de fotografias aéreas e imagens dos satélites Landsat 5 e Alos. Análises estatísticas foram utilizadas para a elaboração de modelos, os quais permitiram a predição do crescimento populacional e da superfície impermeabilizada até o ano de 2050. Os resultados mostram que se comparadas com 2006, as estimativas para 2050 são de uma população de aproximadamente 382.385 habitantes (+76,8%), e uma superfície impermeabilizada de 143,1 Km² (+93,6%). Esta análise sugere que a densidade populacional continuará diminuindo por conta do desenvolvimento de novas áreas, o que indica dispersão do tecido urbano, refletindo em maior consumo de área aumentando a pressão sobre os mananciais superficiais e subterrâneos. Desta forma, conclui-se que a integração das informações técnicas e legais para efeito de planejamento da ocupação do solo é de suma importância para a manutenção dos recursos hídricos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank