UMA SÍNTESE DO CRETÁCEO SUPERIOR MATO-GROSSENSE

Ricardo Kalikowski Weska

Resumo


O Cretáceo Superior de Mato Grosso está registrado em uma espessa e bem exposta seqüência de rochas englobadas no Grupo Bauru, situado a sul da Faixa Paraguai, e no Grupo Parecis (com afloramentos restritos) a norte desta faixa. Ambos os conjuntos são vulcano-clasto-químicos. Nas últimas décadas, os estudos sobre estas rochas têm sido intensificados, uma vez que ambos os grupos constituem fontes intermediárias de pacotes quaternários mineralizados com diamante. Há aproximadamente 85 Ma, a região do Mato Grosso foi palco de um evento magmático (intrusões e extrusões) de composição basáltica, em ambas as bacias (Bauru e Parecis) e englobadas na Formação Paredão Grande. Esses corpos ocorrem em Paranatinga, Chapada dos Guimarães, Dom Aquino, Poxoréu, General Carneiro e na Serra de São Vicente, principalmente. Depósitos clasto-químicos e vulcano-derivados do magmatismo Paredão Grande foram identificados nas duas referidas bacias: na primeira com as formações Quilombinho, Cachoeira do Bom Jardim e Cambambe, unidades litoestratigráficas do Grupo Bauru, e na segunda com as formações Salto das Nuvens e Utiariti, assim como a Seqüência Tapirapé, pertencentes ao Grupo Parecis. As unidades Cambambe, Utiariti e Tapirapé são destituídas de atividades ígneas; contudo, são hospedeiras de fragmentos fósseis, que também ocorrem na Formação Cachoeira do Bom Jardim. O conjunto vulcano-sedimentar do Cretáceo Superior mato-grossense registra eventos relacionados à separação continental África-América do Sul, a partir do impacto da pluma de Trindade e a individualização do Rifte Rio das Mortes. Os trabalhos até então realizados no Cretáceo Superior matogrossense sugerem a elaboração de uma coluna estratigráfica única para ambas as bacias, assim como suprimir o Grupo Bauru em Mato Grosso. Neste contexto, o Grupo Parecis pode ser caracterizado pelas formações Paredão Grande, Salto das Nuvens, Cachoeira do Bom Jardim e Utiariti

Palavras-chave


Parecis, Bauru, Cretáceo Superior, Mato Grosso

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank