Integração de sensoriamento remoto, aerogeofísica e análise estrutural no mapeamento geológico: estudo de caso da região de Vieirópolis, Província Borborema, Nordeste do Brasil

José Ferreira de Araújo Neto, Glenda Lira Santos, Igor Manoel Belo de Albuquerque e Souza, Sandra de Brito Barreto, Lauro Cézar Montefalco de Lira Santos, João Pedro Santana Bezerra, Thais Andressa Carrino

Resumo


Este estudo integra ASTER GDEM, dados aerogeofísicos (magnetometria e gamaespectrometria) e relações de campo para o mapeamento de unidades, domínios e estruturas geológicas da região de Vieirópolis, Paraíba. Essa área é conhecida pela ocorrência de minerais gemológicos e industriais, tais como esmeralda e amazonita. Está inserida na Subprovíncia Rio Grande do Norte da Província Borborema, a qual é caracterizada como um cinturão orogênico estruturalmente complexo que possui continuidade nas faixas móveis do Oeste Africano. O conjunto de dados integrados revelou que a região é constituída por rochas do embasamento, intensamente deformadas por zonas de cisalhamento transcorrentes NE-SW. Seis unidades litológicas principais e três novas zonas de cisalhamento mapeadas (i.e., Vieirópolis, Lastro e São Pedro) foram identificadas, assim como a expressão da Zona de Cisalhamento Portalegre, de trend NE-SW. Essa última controla a ocorrência de flogopita xistos esmeraldíferos. Dados magnéticos e de campo sugerem que esse grande sistema de cisalhamentos afeta a borda da Sub-bacia Brejo das Freiras, bem como granitos sin-cinemáticos. Lineamentos NW-SE, ESSE-WNW e E-W foram correlacionados às estruturas rúpteis menos extensas que cortam a foliação regional e favorecem a acomodação de diques pegmatíticos. Esses resultados demostram a importância da integração de sensoriamento remoto, geofísica e dados de campo para elucidar a geologia local de regiões fortemente deformadas.


Palavras-chave


Sensoriamento remoto; Gamaespectrometria; Magnetometria; Mapeamento geológico; Província Borborema.

Texto completo:

PDF (ENGLISH)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v18-140834

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank