Sistema Sm-Nd em rocha-total aberto versus fechado: comportamento isotópico em zonas de alta deformação

Elton Luiz Dantas, Peter Christian Hackspacher, Christiano Magini, Jean Michel Legrand

Resumo


Zonas de cisalhamento de alto strain brasilianas desenvolvem-se em rochas gnáissicas do embasamento paleoproterozóico na região de Caicó, Província Borborema, Nordeste do Brasil, e são associadas com metamorfismo de médio a baixo grau e processos deformacionais, que são responsáveis pela transformação de augen gnaisses porfiríticos em muscovita quartzitos, modificando a mineralogia e as propriedades químicas originais da rocha transformada. Durante o último evento de caráter hidrotermal, ocorreu grande mobilidade dos elementos maiores, menores e traços, enquanto que os Elementos Terras Raras não têm seu padrão original modificado. Nós realizamos estudo isotópico sistemático nestas rochas para melhor entender o comportamento dos isótopos de Nd durante os processos de geração de milonitos. Idades modelo T DM e valores de µNd (t) do protólito ígneo e da rocha transformada apresentam valores similares em torno de 2,6 Ga, sugerindo que o sistema isotópico de Nd permanece fechado, mesmo com a superposição de dois eventos metamórficos, e ainda preserva a assinatura isotópica da rocha fonte. Os novos dados fornecem importantes informações sobre a história evolutiva das rochas do embasamento do Terreno Rio Grande do Norte, na Província Borborema.

Palavras-chave


Isótopos de Nd;sistema fechado;milonitos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5327/S1519-874X2002000100010

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank