Paleontologia da fácies arenosa do membro Taquaral (Permiano) no Estado de São Paulo: estado da arte e contribuições adicionais

Artur Chahud, Setembrino Petri

Resumo


A Formação Irati, Permiano (Cisuraliano) da Bacia do Paraná, destaca-se por importantes características geológicas e paleontológicas. Entre seus fósseis, os crustáceos e répteis Mesosauridae são os mais conhecidos e estudados. Nas fácies arenosas do Membro Taquaral sempre foram citados restos de peixes desarticulados, mas nenhum trabalho foi publicado. Esta lacuna no conhecimento paleontológico foi preenchida com diversas contribuições que serão resumidas neste trabalho. A maior parte dos fósseis são dentes, escamas e partes ósseas indeterminadas de Actinopterygii, porém deve-se aos Chondrichthyes maior diversidade taxonômica, na forma de dentes e espinhos. Os dentes mais abundantes pertencem ao Holocephali Itapyrodus, inicialmente considerado monoespecífico, I. punctatus. Estudos recentes revelaram que diferentes morfotipos identificados como Itapyrodus, podem incluir várias espécies. Os elasmobrânquios são representados por dentes cladodontes, pelo menos três gêneros baseados em espinhos, (Amelacanthus, Sphenacanthus e um indeterminado), uma espécie de Orodontiformes, Orodus ipeunaensis, e Xenacanthiformes, com a espécie Taquaralodus albuquerquei e duas espécies indeterminadas. Outros fósseis também foram registrados; Sarcopterygii (Actinistia, Osteolepiformes), tetrápodes (Temnospondyli), icnofósseis indeterminados e citações de microfósseis (foraminiferos, ostracodes e acritarcas).


Palavras-chave


Cisuraliano; Chondrichthyes; Elasmobranchii; Holocephali; Actinopterygii; Sarcopterygii

Texto completo:

PDF EPUB


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v16i3p105-115

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank