Controle Estrutural da Hidrografia do Pantanal, Brasil

Antonio Conceição Paranhos Filho, Camila Leonardo Mioto, Rômulo Machado, Fábio Veríssimo Gonçalves, Vinicius de Oliveira Ribeiro, Alfredo Marcelo Grigio, Normandes Matos da Silva

Resumo


O Pantanal é tectonicamente ativo, havendo várias evidências de atividades tectônicas recentes, como a ocorrência de sismos e a presença de lineamentos estruturais. Nota-se que essas atividades têm influenciado diretamente a evolução e a configuração da paisagem da região e, nesse sentido, visando contribuir para a discussão sobre a influência das atividades tectônicas na região do Pantanal, este trabalho tem como objetivo apresentar evidências de controle estrutural sobre a hidrografia da região. Para isso, foram analisados os dados de hidrografia disponibilizados pela Agência Nacional de Águas (ANA), além de lineamentos estruturais. Como resultados observaram-se: a grande diferença entre o padrão de drenagem do Pantanal e o do seu entorno; a mudança do padrão de drenagem tributário (na região de planalto) para o padrão distributário (ao adentrar a planície); o padrão assimétrico de todas as bacias hidrográficas analisadas e, por fim, o condicionamento estrutural dos principais rios que formam o Pantanal. Conclui-se, que as atividades tectônicas tiveram papel preponderante no condicionamento dos principais rios do Pantanal e, com isso, em toda a sua bacia hidrográfica, já que todos os grandes rios apresentam controle estrutural.


Palavras-chave


Sensoriamento remoto; Lineamentos estruturais; Padrão de drenagem assimétrico.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2017_1_156_170

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank