INVESTIGAÇÃO HIDROQUÍMICA DE TEORES ELEVADOS DE FLUORETO EM ÁGUAS SUBTERRÂNEAS DE PORÇÃO DO SISTEMA AQUÍFERO GUARANI, NO SUL DO BRASIL

THIAGO BOENO PATRICIO LUIZ, JOSÉ LUIZ SILVÉRIO DA SILVA, LEÔNIDAS LUIZ VOLCATO DESCOVI FILHO

Resumo


Neste trabalho buscou-se investigar a evolução hidroquímica de águas subterrâneas com altos teores de fluoreto (F-) e sua associação com tipos hidroquímicos em uma porção da Zona de Afloramentos (ZA) do Sistema Aquífero Guarani (SAG). A área selecionada para a pesquisa compreendeu os municípios de Restinga Seca, Agudo, Paraíso do Sul e Novo Cabrais, em uma área de 2034 km2, localizada na região central do estado do Rio Grande do Sul, sul do Brasil. A metodologia baseou-se em análise estatística não paramétrica e avaliação das relações iônicas características por meio de gráficos e de diagramas. A base de dados utilizada consistiu em uma compilação de dados pré-existentes e coleta de dados hidroquímicos adicionais. A partir dos resultados obtidos, foi possível observar que as águas subterrâneas com altos teores de F- são altamente salinizadas, acompanhadas de aumentos das concentrações de sódio, cloreto e sulfato. A classificação hidroquímica teve predominância de águas cloretadas sódicas seguidas de sulfatadas sódicas e bicarbonatadas sulfatadas cloretadas sódicas. A partir do diagrama de Piper, foi observado uma clara evolução hidroquímica, o que permitiu inferir sobre as tendências de enriquecimento catiônico e aniônico. Os parâmetros boro e bromo, avaliados por espectrometria, apresentaram teores significativos, onde o boro demonstrou correlação estatística positiva para o F- e o bromo.


Palavras-chave


Água subterrânea; Hidroquímica; Fluoreto.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2018_1_52_65

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank