UTILIZAÇÃO DE VEÍCULOS AÉREOS NÃO TRIPULADOS EM PROJETOS DE DRENAGEM URBANA

CRISTIANO NIEDERAUER DA ROSA, DANIEL GUSTAVO ALLASIA PICCILLI, RUTINÉIA TASSI, JEAN RICARDO FAVARETTO, MARCELO FOLETTO LIMBERGER

Resumo


Nos projetos de sistemas de drenagem existem grandes incertezas na estimativa de vazões de projeto, especialmente devido à carência de informações para caracterização da superfície do terreno (uso do solo, topografia, etc.), em função das dificuldades e altos custos para sua obtenção. Uma alternativa, para a aquisição de informações dessa natureza, consiste na utilização dos mapeamentos realizados por veículos aéreos não tripulados (VANTs), que podem produzir imagens de alta resolução espacial, da ordem de poucos centímetros. A interpretação destes dados em softwares de geoprocessamento possibilita um maior número de análises e acrescenta maior confiabilidade nas estruturas projetadas. Este trabalho avaliou a viabilidade da utilização de dados advindos de um VANT no desenvolvimento do projeto de redes de drenagem pluvial de um condomínio típico na cidade de Santa Maria – RS considerando diferentes resoluções espaciais na análise. Os resultados demonstraram que a caracterização superficial gerada pelo VANT apresentou um produto adequado para o dimensionamento dos sistemas de drenagem pluvial, justificando sua aplicação pela agilidade no mapeamento e pelo nível de detalhamento obtido nas redes de drenagem. No entanto, a resolução da imagem mostrou-se um fator determinante para a precisão da estimativa das vazões, sendo que à medida em que a resolução foi reduzida foram identificadas diferenças significativas nas vazões estimadas, indicando que resoluções com pixeis maiores que 1,5m não são adequadas para análise precisa da microdrenagem urbana.


Palavras-chave


Vazão escoada; Delimitação de direção de fluxo; VANT.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2018_1_308_317

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank