USO DE IMAGENS MULTIESPECTRAIS NA ANÁLISE DA COBERTURA VEGETAL EM ÁREA DE CONCESSÃO FLORESTAL EM RONDÔNIA

CAMILA VIEIRA MARTINS, ADRIANO REIS PRAZERES MASCARENHAS

Resumo


No Brasil, a concessão de florestas públicas para exploração madeireira é uma iniciativa do poder público para coibir a exploração ilegal e a grilagem a fim de preservar o patrimônio nacional. Entretanto, o conhecimento a respeito dos impactos promovidos nessa modalidade de exploração é incipiente, haja vista que a obtenção de dados em campo pode ser morosa e de alto custo. Dessa forma, as geotecnologias inserem-se nesse contexto por apresentarem métodos de obtenção de informações com rapidez e relativa precisão. Portanto, com o presente trabalho objetivou-se analisar a variação da cobertura vegetal em uma área de floresta pública sob diferentes intensidades de exploração madeireira no regime de concessão florestal, aplicando-se imagens multiespectrais e o índice de vegetação por diferença normalizada (NDVI). O local de estudo foi a Floresta Nacional do Jamari, na qual considerou-se duas áreas exploradas por dois anos consecutivos: a Unidade de Produção Anual 01 (UPA 01) com intensidades de corte 9 m³ ha-¹ e 10,5 m³ ha-¹, em 2010 e 2011, respectivamente, e a Unidade de Produção Anual 02 (UPA 02) com intensidades de corte de 24 m³ ha-¹ e 3 m³ ha-¹, em 2012 e 2013, respectivamente. As análises foram realizadas antes, durante e após a exploração madeireira e os resultados obtidos foram submetidos ao teste t pareado (p<0,05). Na UPA 01, exceto entre os anos de 2011 e 2012, não houve diferenças significativas nos valores de cobertura vegetal. Já em relação à UPA 02, não se verificou diferenças em nenhum dos períodos avaliados. Deste modo, foi possível verificar o efeito da exploração florestal e estimar a cobertura vegetal, contudo, o uso de geotecnologias para essa finalidade tem caráter complementar ao monitoramento em campo, pois os valores de NDVI estão sujeitos às intervenções ambientais naturais ou antrópicas, podendo subestimar ou supe­restimar os resultados.

Palavras-chave


Amazônia; Unidade de conservação; Manejo florestal; Geotecnologias; Recursos florestais.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2018_2_104_116

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank