ANÁLISE DA ESTRUTURA VEGETAL DE FRAGMENTOS DO BIOMA CERRADO ATRAVÉS DE SENSORIAMENTO REMOTO

CÉSAR CLAUDIO CÁCERES ENCINA, MARIA RITA MARQUES, MARCO ANTONIO DIODATO, JAÍZA SANTOS MOTTA, RAQUEL DE FARIA GODOI, JOSÉ RENATO SILVA DE OLIVEIRA, ROBERTO MACEDO GAMARRA, FABRICIO BAU DALMAS, ANTONIO CONCEIÇÃO PARANHOS FILHO

Resumo


Com o desenvolvimento das sociedades, a preservação do meio ambiente se torna imprescindível.A perda e a fragmentação dos habitats naturais constituem uma das maiores ameaças à biodiversidade provocando alterações de origem biótica e abiótica nos remanescentes florestais, como os encontrados no bioma cerrado, que chegou a ocupar 23% do território brasileiro. A heterogeneidade ambiental contribui para a elevada riqueza de espécies e dentre os serviços ambientais que oferece se destaca a proteção aos recursos hídricos. O objetivo deste trabalho foi analisar a estrutura da vegetação de fragmentos de Cerrado por meio de composição multitemporal,baseada nos Índice de Vegetação por Diferença Normalizada e Índice de Umidade por Diferença Normalizada. Ambos os índices foram aplicados sobre imagens Landsat de 1985 a 2015. Posteriormente foi gerada uma composição falsa-cor para detectar mudanças na cobertura vegetal. Foi possível detectar mudanças da cobertura vegetal e de umidade ao longo dos trinta anos entre 1985 e 2015. A combinação falsa-cor multitemporal se mostrou uma maneira simples e rápida para se localizar os locais onde houve mudanças na cobertura vegetal.


Palavras-chave


Índices espectrais; Fragmentação; Composição Multitemporal.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2018_2_585_597

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank