ESPACIALIZAÇÃO DO RISCO INTRÍNSECO À CONTAMINAÇÃO POR PESTICIDAS EM CORPOS HÍDRICOS E DETERMINAÇÃO DE PONTOS DE MONITORAMENTO

LUCAS BALSAN, ALESSON PIRES MACIEL GUIRRA, DOMINGOS SÁVIO BARBOSA, NORMANDES MATOS DA SILVA, ANTONIO CONCEIÇÃO PARANHOS FILHO

Resumo


O objetivo deste trabalho é apresentar método alternativo para determinação de pontos de monitoramento da qualidade das águas, a partir da delimitação de áreas mais suscetíveis à contaminação por pesticidas, tanto superficial como subsuperficial, adotando como estudo de caso a região divisora das bacias hidrográficas do Alto Paraguai e Alto Araguaia em Mato Grosso. Foi utilizado plano de informações ambientais hierarquizados, em Sistema de Informações Geográficas, para elaboração de cartas temáticas e sintéticas. Identificou-se o comportamento do terreno quanto ao risco intrínseco de contaminação por pesticidas, em termos de potencial de infiltração e escoamento. Esses dados permitiram a espacialização das áreas com risco de contaminação dos corpos hídricos superficiais e subsuperficiais. A combinação matricial entre classes de condutividade hidráulica das ordens de solo com classes de declividade tornou menos subjetiva à espacialização do potencial de infiltração e escoamento. Foi constatado que o aquífero poroso apresentou proporcionalmente, maior risco de contaminação por pesticidas do que o aquífero fraturado, onde o primeiro situa-se em área de recarga com maior densidade de lavouras com tamanhos relativos de médio à grande porte, com solos de alta condutividade hidráulica em áreas com baixo gradiente topográfico. O método demonstrou que as águas subsuperficiais de ambos aquíferos apresentam proporcionalmente maior tendência à contaminação devido às características intrínsecas do terreno aliado as formas de uso. Organizações ambientais poderão utilizar deste método para identificação de pontos mais favoráveis ao monitoramento da qualidade das águas nas bacias hidrográficas e nos aquíferos, reduzindo custos e aprimorando a gestão dos recursos hídricos.


Palavras-chave


Geotecnologias; Agroquímicos; Cerrado.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2019_1_496_513

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank