USO DO GEOPROCESSAMENTO NA ANÁLISE DOS IMPACTOS AMBIENTAIS CAUSADOS PELO BENEFICIAMENTO DA PEDRA LAGOA SANTA NO DISTRITO DE FIDALGO, MINAS GERAIS

VALÉRIA CAMPOS GARCIA, ADILSON CURI, VIVIANE DA SILVA BORGES BARBOSA, RODRIGO CORREIA BARBOSA

Resumo


Através de técnicas de geoprocessamento e dos Sistemas de Informações Geográficas (SIGs), é possível integrar dados provenientes de fontes distintas para descrever cenários ambientais e representá-los espacialmente. Dessa forma, este trabalho combinou informações disponíveis na literatura para apresentar uma análise ambiental para o distrito de Fidalgo, em Minas Gerais, região onde se concentra um importante pólo extrativo da pedra Lagoa Santa. A comercialização dessa rocha, utilizada para fins ornamentais, se caracteriza como a principal atividade econômica da população desse distrito, apesar dele situar-se em zona de proteção ambiental. A falta de planejamento para a disposição dos resíduos dessa atividade juntamente com a inexistência de tratamento para os efluentes gerados resulta em impactos ambientais que afetam diretamente o Carste Lagoa Santa. Os softwares de geoprocessamento auxiliaram no diagnóstico e caracterização das áreas impactadas, além de possibilitar o dimensionamento dos diferentes efeitos negativos produzidos pelo beneficiamento da pedra Lagoa Santa. O antagonismo entre as atividades ambientais e minerárias que se desenvolvem em Fidalgo resulta em uma polarização de opiniões, mostrando que apesar da relevância ambiental ser inquestionável, a permissão do uso da terra deve ser melhor definida pelo Poder Público.


Palavras-chave


Geoprocessamento; Análise ambiental; Pedra Lagoa Santa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2019_1_723_734

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank