Análise da Temperatura da Superfie e da Fragilidade Ambiental do Município de Arujá, Estado de São Paulo - Brasil

Bruna Daniele de Carvalho Gimenez Torresani, Anderson Targino da Silva Ferreira, Antonio Roberto Saad, William de Queiroz, Fabrício Bau Dalmas

Resumo


O Município de Arujá está situado a nordeste da Região Metropolitana de São Paulo (RMSP) entre as serras da Cantareira e Itapeti, junto à Rodovia Presidente Dutra (BR-116) e às margens dos rios Baquirivu-Guaçu e Jaguarí. Por se tratar de um município de significativa importância ambiental para a RMSP, haja vista sua ainda grande área verde, se fez necessário a aplicação de técnicas de geoprocessamento com objetivo analisar a fragilidade potencial e emergente, no sentido de apontar áreas necessárias de conservação e/ou mitigação ambiental. Contudo, o trabalho mostrou que as áreas potencialmente mais frágeis foram aquelas situadas nas porções NNE do município. Nessas, o domínio geomorfológico de morros altos associados a altas declividades, apontaram para a necessidade de conservação dessas áreas, tendo em vista que esses terrenos ainda se encontram cobertos por vegetação arbórea de grande porte e livres de ocupação urbana. De modo contrário, as áreas do município situadas nas porções SSO, essa fragilidade que antes era potencialmente baixa, hoje, apresenta-se emergencialmente alta devido principalmente a ocupação urbana.


Palavras-chave


Geoprocessamento; Fragilidades ambientais; Temperatura da superfície; Landsat-8.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank