Contexto Hidrogeológico e sua Relação com a Tectônica do Sistema Aquífero Serra Geral na Bacia Hidrográfica do Rio Ijuí, RS

Leonardo Cassol Tomasi, Arí Roisenberg

Resumo


Este estudo teve como objetivo integrar dados hidrogeológicos do Sistema Aquífero Serra Geral (SASG) na Bacia Hidrográfica do Rio Ijuí, Noroeste do Rio Grande do Sul, de modo a reconhecer características que permitam aprimorar o entendimento da tectônica rúptil do SASG, bem como explorar a existência de relações entre as estruturas geológicas e a produtividade dos poços nele instalados. A metodologia utilizada na caracterização estrutural compreendeu a compilação de dados hidrogeológicos de poços tubulares, mapeamento de lineamentos tectônicos através de imagens de satélite, confecção de mapas temáticos e análises estatísticas. Os resultados demonstram que os lineamentos de médio porte (2-4 km) predominam na Bacia Hidrográfica do Rio Ijuí, com direções preferenciais NE-E e N-NE, distribuindo- -se principalmente nas porções centro e oeste da bacia, enquanto que o setor leste é dominado por lineamentos de grande porte (> 4 km). Quanto à produtividade, aproximadamente 80% dos poços possuem capacidades específicas inferiores a 2,0 m3h-1m-1. Adicionalmente, foi observada a existência de correlação positiva entre as zonas de alta densidade de lineamentos, geralmente associadas a estruturas de grande porte, e os poços com as maiores vazões.


Palavras-chave


Sistema Aquífero Serra Geral; SASG; Tectônica; Capacidade específica; Bacia Hidrográfica do Rio Ijuí.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2019_2_40_49

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank