Avaliação da Otimização da Temperatura da Superfície do Mar durante a Passagem de um Ciclone Explosivo no Sudoeste do Oceano Atlântico

Ana Cristina Pinto de Almeida Palmeira, Ricardo de Camargo, Ronaldo Maia de Jesus Palmeira

Resumo


Na modelagem numérica do tempo, a atualização da Temperatura da Superfície do Mar (TSM) pode influenciar fenômenos atmosféricos em diferentes escalas. Sendo assim, um modelo simplificado da Camada de Mistura Oceânica (CMO) foi incluído como uma sub-rotina no Brazilian Regional Atmospheric Modeling System (BRAMS) de forma a atualizar a temperatura da superfície do mar (TSM) a cada passo de tempo, com baixo custo computacional. Comparações foram realizadas entre simulações atmosféricas usando uma CMO dinâmica e a TSM climatológica, padrão do BRAMS. Houve variações diretas significativas nos fluxos de calor latente e sensível, bem como na nebulosidade, de modo que quanto mais aquecida a TSM, maior a resposta dessas variáveis. Por outro lado, embora não tenha havido aumento significativo nas taxas de precipitação, houve maior precipitação quando a TSM foi maior. As variações na pressão ao nível do mar foram da ordem de 1-2 hPa, indicando que as variações nos fluxos de superfície estão relacionadas à manutenção e persistência dos sistemas e não ao seu aprofundamento.


Palavras-chave


Fluxos de calor; Camada de mistura oceânica; Ciclone extratropical.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2019_2_245_258

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank