Caracterização da Banda Dupla da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) no Oceano Atlântico

Thales Alves Teodoro, Michelle Simões Reboita, Gustavo Carlos Juan Escobar

Resumo


Vários estudos têm documentado a presença da banda dupla (BD) da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) no oceano Pacífico, enquanto que no oceano Atlântico, mesmo sabendo-se da existência desse fenômeno, praticamente não há literatura. Diante disso, o presente estudo tem como objetivos: identificar a ocorrência da BD no oceano Atlântico Tropical nas estações de verão e outono, no período de 2010 a 2017; determinar composições de diferentes variáveis atmosféricas para dias com BD e para dias sem BD a fim de indicar diferenças entre composições e avaliar uma hipótese que tenta explicar o processo de formação das BDs no oceano Atlântico. Para identificar os casos de BD foram utilizadas as cartas sinóticas de superfície elaboradas pelo Grupo de Previsão do Tempo (GPT) do Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC/INPE), imagens de satélite e dados da reanálise European Centre for Medium-Range Weather Forecasts (ECMWF) Re-Analysis (ERA-Interim). Entre os resultados têm-se que as BD são mais frequentes e duradouras nos meses de março e abril e que as duas bandas se distanciam em cerca de 4º de latitude. Nas composições dos casos de BD, as variáveis convergência de massa a 10 metros de altura e radiação de onda longa emergente são as que melhor destacam esse fenômeno. Na comparação das composições dos casos com e sem BD dessas variáveis, predominam anomalias negativas e estatisticamente significativas a sul do equador. A hipótese testada para explicar a formação das BD no oceano Atlântico Tropical foi parcialmente comprovada.


Palavras-chave


Atlântico Tropical; Composições; Variáveis Atmosféricas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2019_2_282_298

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank