A Indústria do Petróleo, suas Transformações Espaciais e seus Impactos no Campo Térmico da Cidade de Macaé, no Estado do Rio de Janeiro/Brasil

Paloma Arantes Wilson, José Ricardo de Almeida França, Andrews José de Lucena, Vitor Fonseca Vieira Vasconcelos de Miranda

Resumo


Este trabalho analisa o padrão espacial e temporal da Temperatura da Superfície Continental (TSC) na cidade de Macaé, baseado no Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI) e no uso e cobertura do solo. As análises foram realizadas pelas imagens do sensor Thematic Mapper (TM), a bordo do satélite Landsat 5. Os mapas da TSC e NDVI foram gerados por meio de programas de sensoriamento remoto. Mapas para uso e cobertura do solo também foram gerados para dias específicos em 1980, 1990, 2000 e 2010, o que possibilitou uma análise temporal, espacial e sazonal. Os resultados mostraram que, com o crescimento da área urbana de Macaé, houve pontos favoráveis à formação de ilhas de calor, mostrando que as áreas construídas encontram-se mais aquecidas do que anteriormente.


Palavras-chave


Temperatura da Superfície Continental; Índice de Vegetação por Diferença Normalizada; Ilha de calor Urbana.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2019_3_457_473

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank