Caracterização da matéria orgânica sedimentar na Baía de Guanabara através de marcadores moleculares

Renato S Carreira, Angela L.R Wagener

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo investigar o efeito do aumento da eutrofização e do uso e ocupação do solo sobre a estocagem de carbono na baía de Guanabara. As concentrações de esteróis ao longo do perfil sedimentar foram usadas para caracterizar a origem da matéria orgânica. O dinosterol foi o esterol mais abundante, representando o máximo de 64,7 % do total. O coprostanol, um esterol de origem fecal, foi encontrado me concentrações máximas de 40 µg g-1 em áreas de intenso aporte de esgotos. Os resultados encontrados são condizentes com a alta produtividade primária da baía e as condições extremas de eutrofização no local. De acordo com as concentrações de carbono orgânico e as taxas locais de sedimentação, foi calculado que o fluxo de carbono orgânico para o sedimento aumentou de 50 g C m-2 ano-1 para 500 g C m-2 ano-1 ao longo dos últimos 100 anos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank