Depressões fechadas em relevo cárstico-quartzítico, bacia do Ribeirão Santana, médio vale do rio Paraíba do Sul

Rogério Uagoda, André de Souza Avelar, Ana Luiza Coelho Netto

Resumo


Feições cársticas são geralmente desenvolvidas em rochas carbonáticas, mas também podem ocorrer em rochas silicláticas, como é o caso dos quartzitos. A presente pesquisa objetiva realizar mapeamento da morfologia superficial e reconhecimento de depósitos de área cárstica em rochas quartzíticas. O trabalho foi desenvolvido na bacia hidrográfica do Ribeirão Santana (210 km²), médio vale do rio Preto, que é tributário do rio Paraíba do Sul, localizando-se entre os estados do Rio de Janeiro e de Minas Gerais, Brasil. Foi realizada restituição de fotografias aéreas na escala 1:25.000 em ambiente 3D, donde resultou carta planialtimétrica em escala 1:10.000, com localização de depressões fechadas, concavidades com e sem canal e depósitos. Em campo foi executado levantamento topográfico de precisão, 1:500, resultando em mapeamentos planialtimétricos de formas já identificadas. Também foram feitas coletas de solo em fundos de vale, encostas e depressões, analisadas segundos os critérios de cor, textura e morfoscopia de grãos, resultando em perfis de solo, para depósitos confinados em fundos de depressões. Foram também geradas representações esquemáticas, para sedimentos de fundos de vale e encosta. Os resultados indicam que as depressões fechadas posicionam-se geralmente nos divisores de drenagem, havendo também casos em encostas. Quanto aos pacotes deposicionais, há predominância da fração areia em todas as amostras dos perfis de depósitos de encosta e fundos de vale fluviais, o que pode indicar que os finos são carreados em solução. Nos depósitos confinados em depressões são encontrados perfis orgânicos e/ou hidromórficos em profundidade, semelhante ao que é descrito em outros trabalhos sobre o tema. Os dados subsidiarão pesquisa futura que levará em conta características geológicas, hidrológicas e geoquímicas, a fim de interpretar a gênese e desenvolvimento das feições cársticas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank