Biodisponibilidade de Cd em latossolo acrescido de lodo de esgoto

Renata de Carvalho Jimenez Alamino, Helena Polivanov, Tácio Mauro P. de Campos, Vitor Hugo Gomes da Silva, Leandro Victor dos Santos, Julio Cezar Mendes

Resumo


O presente trabalho trata do estudo da biodisponibilidade de Cd no horizonte Bw de latossolo acrescido de uma única dose de lodo de esgoto. As amostras de latossolo e de lodo, respectivamente, foram coletadas no município de Duque de Caxias - RJ e na estação de tratamento de esgoto da Ilha do Governador (ETE Ilha), no município do Rio de Janeiro. A parte preliminar do estudo consistiu na caracterização dos materiais em laboratório por meio de ensaios físicos (granulometria, massa específica dos grãos, limites de Atterberg), químicos e físico-químicos (pH, carbono orgânico, CTC, ataque sulfúrico, fertilidade, análise química total) e mineralógicos (mineralogia por difração de raios-X). O lodo posteriormente foi incorporado ao latossolo e avaliou-se a biodisponibilidade do Cd na fração solúvel da mistura em questão. Os resultados mostraram que o Cd tornou-se biodisponível na solução na primeira hora de ensaio. Depois deste intervalo a concentração do metal disponível em solução diminuiu, ocorrendo uma estabilização nas horas subseqüentes de coleta.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank