Geomicrobiologia e composição bioquímica de dois testemunhos da Enseada de Jurujuba: Baía de Guanabara - SE Brasil

Frederico Sobrinho Silva, Elisamara Sabadini Santos, Lazaro Luiz Mattos Laut, Maria Leonisa Sanchez-Nuñes, Estefan Monteiro da Fonseca, José Antônio Baptista-Neto, João Graciano Mendonça-Filho, Mirian Araújo Carlos Crapez

Resumo


O objetivo deste trabalho foi quantificar os biopolímeros associados as enzimas esterase e identificar a atividade respiratória das bactérias em dois testemunhos amostrados na Enseada de Jurujuba, Baía de Guanabara, Rio de Janeiro. A concentração dos biopolímeros foram dez vezes menos do que o relatado na literatura, tornando necessária a criação e estabelecimento de novos índices dos níveis de eutrofização, compatível com os sistemas costeiros brasileiros. A relação representante bioquímicas dos testemunhos foi equivalente aos dados disponíveis para ambientes costeiros marinhos. A quantidade de enzimas esterases no sedimento mostrou que a mineralização de biopolímeros está em processo contínuo, mesmo com a preferência do metabolismo anaeróbico. Apesar do fato, dos estudos em geomicrobiologia serem incipientes, os resultados deste estudo indicam a possível aplicação da microbiologia para proporcionar uma melhor compreensão dos processos geoquímicos em ambiente tropical.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank