Produção, estoque e retenção hídrica da serrapilheira em encosta sob plantio de híbridos de Eucalyptus urophylla e Eucalyptus grandis: médio vale do rio Paraíba do Sul

Aline Riccioni de Melos, Anderson Mululo Sato, Ana Luiza Coelho Netto

Resumo


As áreas de Eucalyptus têm se espalhado rapidamente no médio vale do rio Paraíba do Sul e seus efeitos ambientais ainda são ambivalentes e pouco documentados (Vianna et al., 2007). Este trabalho tem o objetivo de avaliar a produção e o estoque de serrapilheira em encostas sob plantio de Eucalyptus e verificar sua capacidade de retenção hídrica, como suporte ao entendimento das respostas hidrológicas as entradas de chuvas. A área de estudo está localizada na bacia do rio Sesmarias, numa área coberta por Eucalyptus grandis x urophyla, com espaçamento 3 x 2 m (1666 árvores.ha-1), plantadas em abril de 2004. A serrapilheira foi coletada em quatro diferentes posições usando quadrados de 0,5m para medição de produção, e quadrados de 0,25m para medição do estoque. As amostras foram secas, pesadas, separadas em frações (folhas, galhos, gramínea e raízes + material fino), as quais também eram pesadas. A produção apresentou aumento com a diminuição das chuvas, e foi maior no divisor (10,2 Mg.ha-1) que na encosta(6,6 Mg.ha-1). O estoque de serrapilheira apresenta uma tendência de aumento, com acúmulo anual de 2,2 Mg.ha-1, e é composto principalmente por folhas. A capacidade de retenção hídrica de 235% aproxima-se dos valores encontrados em Floresta Tropical Chuvosa de Encostas (200% - 259%).

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank