Avaliação de Indicadores Atmosféricos Utilizando o Modelo Numérico WRF em Eventos de Chuva na Cidade do Rio de Janeiro

Fabricio Polifke da Silva, Maria Gertrudes Alvarez Justi da Silva, Wallace Figueiredo Menezes, Vinícius Albuquerque de Almeida

Resumo


A melhoria na previsão de eventos chuvas severas contribui significativamente na eficácia do monitoramento ambiental realizado rotineiramente pelos centros operacionais. Assim, neste trabalho procurou-se avaliar o desempenho de indicadores atmosféricos em eventos de chuva que ocorreram na cidade do Rio de Janeiro, no período entre 1997-2012, com o objetivo de identificar quais dentre os mesmos apresentam maior confiabilidade na identificação das condições atmosféricas favoráveis à ocorrência de chuvas severas. A partir das saídas de simulações feitas com o modelo numérico WRF, foram estabelecidos limiares para cada um dos indicadores atmosféricos analisados neste trabalho, assim como o cálculo da probabilidade de detecção (POD) e razão de alarme falso (RAF) destes indicadores para os dias de ocorrência de chuvas severas e para os dias em que havia a presença dos mesmos sistemas meteorológicos que deram origem aos eventos de chuva severa, mas que, no entanto, estas não ocorreram. Com os resultados de POD e RAF obtidos, procurou-se determinar os indicadores que apresentaram maior confiabilidade e verificou-se que a divergência do vento em 300 hPa, umidade específica em 850 hPa, energia total das tempestades severas em 500 hPa e água precipitável foram os indicadores mais eficientes na identificação das condições atmosféricas favoráveis à ocorrência de chuvas severas que ocorreram no município do Rio de Janeiro durante o período de estudo.

Palavras-chave


Chuvas severas; Modelagem numérica; Indicadores atmosféricos

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2015_2_81_90

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank