Extremos na Concentração de Dióxido de Enxofre na Camada Limite Planetária no Sul da América do Sul - Comparação Entre Megacidades

Mateus Dias Nunes, Glauber Lopes Mariano, Ericka Voss Chagas Mariano

Resumo


Neste estudo analisou-se o valor da coluna total de dióxido de enxofre (SO2), para algumas das principais regiões metropolitanas do sul da América do Sul (Porto Alegre, Montevidéu, Buenos Aires), utilizando dados do sensor OMI (Ozone Monitoring Instrument) no período de 2005 a 2012. Foram investigadas suas variações anuais e mensais através do percentil de 99% (P99) para os valores máximos diários da concentração da coluna total de SO2 na Camada Limite Planetária (CLP). Dentre as regiões analisadas, Montevidéu teve o maior valor de P99 chegando a 4,90 UD sendo considerada a região de maior concentração de SO2 da região Sul da América do Sul. Os histogramas indicaram que as maiores freqüências para as três regiões analisadas se dão nos quatro primeiros intervalos de classes. Foi possível observar valores crescentes da linha de tendência na dispersão dos dados para as três regiões para o mesmo período analisado.

Palavras-chave


Dióxido de enxofre; América do Sul; Sensor OMI

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2015_2_127_136

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank