Morfoscopia e Morfologia da Cobertura Pedológica às Margens do Rio Uruguai no Oeste de Santa Catarina

William Zanete Bertolini, Isael Machado da Costa, Gisele Leite de Lima

Resumo


A compreensão das coberturas superficiais é um valioso instrumento para se avaliar a influência dos fatores pedogenéticos e da paisagem no desenvolvimento e evolução das coberturas pedológicas. Nesse sentido, a partir de análises morfológicas e morfoscópicas da areia este trabalho analisou três perfis pedológicos no vale do rio Uruguai, na divisa entre Santa Catarina e Rio Grande do Sul, a fim de contribuir à gênese dessas coberturas e à participação fluvial na sua constituição. Por meio da descrição morfológica dos perfis e da análise morfoscópica de suas areias conclui-se que a despeito da textura predominantemente argilosa dos perfis existe uma heterogeneidade dos solos nesse setor do vale do rio Uruguai em escala de detalhe. A análise morfoscópica forneceu indícios da participação fluvial indiferenciada em ambos perfis de baixa vertente, associada ao aspecto polido e arredondado da maior parte dos grãos aí presentes. Enquanto o perfil de média vertente representado por Cambissolo, cuja morfoscopia da areia apresentou-se com grãos predominantemente angulosos e foscos, deve estar associado a uma cobertura de alteração in situ com pouco retrabalhamento.

Palavras-chave


Pedogeomorfologia; Morfoscopia de Areias; Vale do rio Uruguai.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2016_3_71_78

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank