Geoprocessamento Aplicado à Determinação do Índice de Susceptibilidade das Captações por Poços Tubulares do Sistema Aquífero Serra Geral em Frederico Westphalen – Rio Grande do Sul

Willian Fernando de Borba, José Luiz Silvério da Silva, Daniel Gustavo Allasia, Cristiano Niederauer da Rosa, Jean Ricardo Favaretto, Luis Filipe Tavares Ribeiro

Resumo


A problemática relacionada à contaminação dos recursos hídricos superficiais e subterrâneos, associada à falta de monitoramento do ambiente, instigam pesquisadores e profissionais pela busca de novas fontes de informações e métodos que visem promover sua gestão adequada. Deste modo, buscando um maior conhecimento sobre a suscetibilidade à contaminação dos recursos hídricos subterrâneos do município de Frederico WestphalenRio Grande do Sul, Brasil, e suas potenciais fontes de contaminação. Esse trabalho combina as metodologias do Índice de Susceptibilidade (IS) com o sistema Pollutant Origin Surcharge Hydraulically (POSH), por meio de ferramentas de geoprocessamento. Para isto, construiu-se um banco de informações hidrogeológicas com base no Sistema de Informações de Águas Subterrâneas (SIAGAS) do Serviço Geológico do Brasil, para os parâmetros profundidade do nível d’água e o material do aquífero. Ainda, foram levantadas informações de relevo e uso do solo a partir das imagens disponibilizadas pelo United States Geological Survey (USGS). A partir destas informações, foi determinado o IS e aplicado o método POSH para a determinação das fontes potenciais de geração de carga poluidora do aquífero local. Os resultados apresentaram um IS variando entre baixo e muito baixo em 14 % do município, moderado baixo em 55 %, moderado alto em 30% e elevado em 1 %, sendo as maiores classes encontradas ao leste do município principalmente nas áreas de cultivos agrícolas de subsistência. O emprego do método POSH indicou que as fontes potenciais de geração de carga contaminante estão localizadas nas áreas de moderada a alta susceptibilidade à contaminação, sendo essas áreas, mais sujeitas a contaminação de origem difusa, em função dos cultivos anuais, dos mananciais superficiais e subterrâneos. Portanto, conclui-se que as técnicas de Geoprocessamento, aplicadas na associação entre o IS e POSH, otimizam a identificação dos potenciais locais e fontes de poluição das águas subterrâneas, sendo úteis no monitoramento e planejamento do ambiente.

Palavras-chave


Água Subterrânea; Contaminação; POSH.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2016_3_79_88

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank