Palynologie des bassins de Gandarela et Fonseca (eocene de l'etat de Minas Gerais, Bresil)

Murilo Rodolfo de Lima, Marguerite Salard-Cheboldaeff

Resumo


As bacias de Gandarela e Fonseca representam algumas das ocorrências mais conhecidas de sedimentos terciários do Brasil. O trabalho ora em apresentação trata do estudo palinológico de amostras a elas pertencentes. Vinte e uma espécies foram identificadas para a Bacia de Gandarela e 34 para a de Fonseca. A partir da distribuição das espécies com registro prévio sedimentos tropicais do terciário da América do Sul, África e Borneu, uma idade compreendida entre o Eoceno Médio e Superior pode ser atribuída. O ambiente de deposição foi seguramente não-marinho. Contudo, a presença de Echimonocolpites echinatus (pólens de Nipa) em ambas as bacias sugere que a deposição se efetuou em condições de baixas altitudes e em locais situados não distantes da zona litorânea.

Texto completo:

PDF (Français (France))

Apontamentos

  • Não há apontamentos.