Superposição de estruturas na Zona de Interferência entre as faixas Brasília Meridional e Ribeira Central na região SW de Itajubá (MG), SE do Brasil

Rodrigo Vinagre, Rudolph Allard Johannes Trouw, Hugo Kussama, Rodrigo Peternel, Julio Cezar Mendes, Patrícia Duffles

Resumo


A área de estudo está localizada na nappe Socorro, faixa Brasília Meridional, e no terreno Embu, faixa Ribeira central. Foram detectadas três fases de deformação, Dn-1, Dn e Dn+1. Na maior parte da área estudada, Sn-1 só ocorre preservado em charneiras de dobras, estando geralmente transposto por Sn. No entanto, na parte noroeste, Sn-1 está bem preservado e representa a foliação principal que mergulha cerca de 60º para W e SW. Associadas a essa foliação, ocorrem localmente lineações de estiramento/mineral down dip. A foliação principal na maior parte da área é Sn. Ela mergulha cerca de 70º para SSE e raramente para NW. As dobras Dn variam de apertadas a isoclinais com eixos que mergulham cerca de 40º para SW. Veios de segregação quartzo-feldspáticos são dobrados por Dn. As estruturas relacionadas à Dn-1 e Dn são afetadas por quatro zonas de cisalhamento atribuídas à fase deformacional Dn+1, zonas de cisalhamento São Bento do Sapucaí, Caxambu, Campos do Jordão e Buquira. Duas amostras de um corpo granítico alongado e em parte afetado pela zona de cisalhamento Caxambu foram datadas. Uma rendeu a idade de cristalização de 575 ± 5 Ma, e a outra, retirada de uma parte do granito afetada pela zona de cisalhamento, idade de 567 ± 8 Ma, interpretada como a idade do cisalhamento, ou como o crescimento metamórfico tardio relacionado à Dn.

Palavras-chave


Geologia estrutural; Geocronologia; Nappe Socorro-Guaxupé; Terreno Embu.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2317-4889201620160034

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank