Relações estratigráficas entre as bacias Colômbia, Sinú Offshore e Sinú-San Jacinto baseadas em estratigrafia sísmica

Esteban Alfaro Alfaro, Michael Holz

Resumo


Existem diferentes modelos controversiais e contraditorios sobre a história geológica da região do Caribe. A origem da placa Caribe, a natureza do embasamento das bacias do Caribe e o contexto tectônico regional tem sido discutido durante décadas. Existem alguns estudos dispersos e pontuais na região do Caribe. A estratigrafia sísmica aplicada em linhas sísmicas regionais nas bacias Colômbia, Sinú Offshore e Sinú-San Jacinto sugere uma continuidade estratigráfica entre essas bacias. Neste estudo foi proposto uma carta cronoestratigráfica das bacias Colômbia e Sinú Offshore baseada em terminacões estratais e fácies sísmicas. Sete etapas estratigráficas foram identificadas nas bacias Colômbia, Sinú Offshore e Sinú-San Jacinto. Essas etapas também foram reconhecidas na região do Caribe. A primeira etapa estratigráfica foi caracterizada por deposição continental para marinho restrito durante um evento de rifting no Triássico/Jurássico. As segunda, terceira e quarta etapas foram caracterizadas pela deposição de extensas plataformas de carbonatos durante o Cretáceo, deposição de uma plataforma carbonática arenosa no Paleoceno e sedimentação carbonática e fluvial de grão grosso durante o Eoceno, respectivamente. Uma outra etapa foi caracterizada pelo aumento do nível de base e deposição marinha profunda (turbiditos e sedimentos pelágicos/hemipelágicos) durante o Oligoceno. O Mioceno Inferior e Médio foi caracterizado pela sedimentação marinha rasa para fluvial durante uma caída do nível de base controlada por eventos episódicos de inversão tectônica. Durante o Mioceno Superior até o presente a sedimentação foi principalmente terrígena de grão grosso. As relações estratigráficas entre as bacias Colômbia, Sinú Offshore e Sinú-San Jacinto sugerem uma história geológica comum entre o Caribe e o norte de América do Sul. A continuidade geológica proposta neste estudo é facilmente explicada pelo modelo in situ da origem da placa Caribe.

Palavras-chave


Caribe; Rifte; Sequência; Estratigrafia sísmica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5327/Z23174889201400040007

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank