Correlações de algumas sucessões carbonáticas na América do Sul baseado em quimioestratigrafia de alta resolução

Alcides Nobrega Sial, Claudio Gaucher, Aroldo Misi, Paulo Cesar Boggiani, Carlos José Souza de Alvarenga, Valderez Pinto Ferreira, Marcio Martins Pimentel, José Augusto Pedreira, Lucas Verissimo Warren, Rodrigo Fernández-Ramírez, Mauro Geraldes, Natan Silva Pereira, Leticia Chiglino, Wilker dos Santos Cezario

Resumo


Esta revisão incorpora novos dados isotópicos e químicos para correlação quimioestratigráfica de sucessões, predominantemente carbonáticas, na América do Sul (Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai). Estas sucessões, depositadas durante eventos de extensão, aparecem como espessos estratos carbonáticos/siliciclásticos em bacias epicontinentais ou foram acumulados sobre margens passivas em bordos de cratons (ex.: São Francisco, Amazonas, Bloco Rio Apa, Pampia e Río de La Plata) como três megasequências: glaciogênica, plataforma marinha carbonática (sobre diamictitos glacio-marinhos) e predominantemente continental siliciclástica. Em cinturões circunjacentes a cratons, sucessões carbonáticas contendo material vulcanoclástico/siliciclástico foram, na maioria dos casos, fortemente deformados. A idade precisa de sedimentação destas sucessões permanece em debate, mas recentes dados paleontológicos e geocronológicos têm consideravelmente restringidos os intervalos de deposição. Neste trabalho, reportamos trends isotópicos de alta resolução de C, O, Sr e S medidos em amostras bem preservadas e usamos principalmente isótopos de Sr e C em consonância com observações litostratigráficas/biostratigráficas, para estabelecer correlações detalhadas destas sucessões. Propor uma correlação quimioestratigráfica entre bacias Neoproterozoicas na América do Sul é o principal objetivo deste trabalho.

Palavras-chave


Sucessão carbonática; Correlação; Quimioestratigrafia isotópica; Neoproterozoico; América do Sul.

Texto completo:

PDF ePDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.1590/2317-4889201620160079

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank