A INTERAÇÃO DE CROMO-ESPINÉLIO COM FASES SILICÁTICAS NOS PROCESSOS METAMÓRFICOS

MARIA A.F. CÂNDIA, JOSÉ C. GASPAR, GERGELY A J. SZABÓ

Resumo


MgAl2O4 é um dos componentes significativos no cromo espinélio de rochas ultramáficas. Nos reequilíbrios metamórfïcos este componente magnésio-aluminoso passa a interagir com as fases silicáticas em função das condições PT e das fases presentes. A presença de cromo em algumas fases silicáticas (serpentina, clorita, anfibólio) sugere que Cr também é extraído do espinélio. Em serpentinitos, o componente magnésio-aluminoso está contido nas fases silicáticas, restando o componente cromo-ferrífero. Este componente poderá existir como uma fase única ou como duas fases associadas, dependendo da razão Cr/Fe3+ e da temperatura. No campo de estabilidade da clorita, o espinélio pode apresentar composições variáveis entre os termos magnetita e cromita, com baixo teor de Al. Nestas condições, os teores de Cr, Al e a A1/(A1 + Cr) aumentam no espinélio com a progressão do metamorfismo. Na quebra da clorita forma-se o termo magnésio aluminoso, independentemente da existência de outra fase espinélio na rocha. O espinélio magnésio-aluminoso formado pode compor grãos individualizados ou sobrecrescer espinélio anterior. A ocorrência de associações com clorita + espinélio deve-se ao caráter multivariante que a presença de cations como Fe+2 , Fe+3 e Cr conferem à reação de quebra da clorita. No campo de estabilidade do espinélio magnésio-aluminoso podem ocorrer associações com um ou mais espinélios com ampla variação composicional. Peridotitos de baixa pressão contêm plagioclásio e desenvolvem espinélio aluminoso pela reação de olivina com plagioclásio, que resulta na associação ortopiroxênio + anfibólio pargasítico + espinélio aluminoso em alguns locais na forma de coronas. A formação da ferricromita está intimamente associada à serpentinização generalizada e direta, sem que o peridotito original tenha sido reequilibrado em condições progressivamente mais baixas.

Palavras-chave


Cromo-espinélio; Rochas ultramáficas; Interação; Silicatos; Metamorfismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.