CLASSIFICAÇÃO DE RECURSOS MINERAIS USANDO A VARIÂNCIA DE INTERPOLAÇÃO

JORGE KAZUO YAMAMOTO, RITA PARISI CONDE

Resumo


Este trabalho apresenta uma proposta para a classificação de recursos minerais usando a variância de interpolação. Esta alternativa para medida da incerteza associada à estimativa por krigagem ordinária permite caracterizar a dispersão local dos dados, bem como reconhecer o efeito proporcional, quando existente. Portanto, a variância de interpolação reúne as características essenciais para quantificação da incerteza e, assim, pode ser usada para fins de classificação de recursos minerais. O erro de tolerância, calculado com base na variância de interpolação, é usado para estabelecer classes de certeza, conforme um modelo de classificação largamente aceito na indústria mineral. O modelo proposto foi testado para classificação de recursos de Pb e Zn da Mina de Canoas 2. Conforme os resultados obtidos, a classificação proporcionada pela variância de interpolação é mais confiável que a pela variância de krigagem. Cabe ressaltar, contudo, que os níveis de erros de tolerância adotados para as classes de recursos minerais não permitirão classificar todos os depósitos minerais, principalmente aqueles que apresentam alta variabilidade natural. Entretanto, a metodologia proposta permite quantificar os erros de tolerância, os quais são importantes tanto para o conhecimento do depósito, bem como para fins de planejamento da lavra.

Palavras-chave


Variância da interpolação; Variância da Krigagem; Krigagem ordinária; Classificação de recursos minerais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.