GEOLOGIA E GÊNESE DOS DEPÓSITOS DE CAULIM FLORESTA E CAMBUÍ (FORMAÇÃO CAMPO ALEGRE - SC) - 1. FACIOLOGIA E MINERALOGIA DAS ROCHAS E MINÉRIOS

JOÃO CARLOS BIONDI, LÚCIO IRAJÁ FURTADO

Resumo


Os depósitos de caulim Cambuí e Floresta estão em meio a rochas da Formação Campo Alegre, uma bacia tardi-orogênica constituída por rochas vulcânicas predominantemente ácidas, datadas em 536+65 Ma, e por rochas vulcano-sedimentares. Todas as rochas dos depósitos estão argilizadas, mas foi possível identificar as rochas vulcânicas originais e caracterizar várias fácies argilosas. Várias feições geológicas são comuns aos dois depósitos mapeados: (a) Presença de uma ou mais intrusões ácidas (diques ou apófises); (b) Essas intrusões estão encaixadas por tufos e brechas; (c) Dentro e próximo dessas intrusões há veios e vênulas brancos que, localmente, formam stockworks preenchidos por material argiloso; (d) Localmente há recobrimento do minério disseminado, formado por caulinização pervasiva, por camadas de argilitos maciços, grauvacas e conglomerados, com concentrações de matéria orgânica vegetal oxidada na base; (e) Todas as rochas de ambos os depósitos estão cobertas por mantos espessos de solos com cores bege e negro. As seguintes fácies de rochas argilosas foram identificadas: (a) Minério branco ou vermelho-esbranquiçado (riólitos e/ou dacitos laminado argilizados); (b) Minério verde (tufos e brechas dacítico argilizados); (c) Minério sedimentar branco, maciço (d) Minério sedimentar bege, com fragmentos de matéria orgânica; (e) Rocha micácea esveredeada (alterações relacionadas às fraturas, dentro do minério branco); (f) Argila branca que preenche as vênulas e veios; (g) Solo negro. Os depósitos de caulim Cambuí e Floresta formaram-se em ambientes vulcânicos próximais, e apresentam fácies litológicas típicas das regiões de conduto e cone vulcânicos. A mineralogia das fácies argilosas permite estabelecer uma seqüência evolutiva entre a fácies de fratura, micácea, que provavelmente é hidrotermal de alta temperatura (300°C a 500°C), até a fácies venular, caulínica, que provavelmente é de média a baixa temperatura (100°C a 300°C). A fácies venular grada para as fácies supergênicas, de baixa temperatura (20°C a 50°C). Caso a supergênese tenha se iniciado apenas após a exumação das rochas hidrotermalisadas, há uma gradação composicional, mas não temporal, entre os fácies venular e supergênico.

Palavras-chave


Depósito de caulim; Mineralogia de argilas; Alterações hidrotermais; Alteração supergênica; Campo Alegre.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.