MINERALOGIA, GEOQUÍMICA E ORIGEM DOS GOSSANS DESENVOLVIDOS SOBRE O MINÉRIO SULFETADO DE Ni-Cu DO DEPÓSITO DE O´TOOLE, MINAS GERAIS, BRASIL

SÔNIA MARIA BARROS DE OLIVEIRA, ROSELY APARECIDA LIGUORIIMBERNON, ALAIN BLOT, PHILIPPE MAGAT

Resumo


A alteração intempérica do minério sulfetado de Ni-Cu do depósito de O´Toole levou à formação de um perfil de alteração composto por uma Zona de Transição sobre o minério fresco e uma Zona Oxidada (gossan) no topo. Na Zona de Transição a pentlandita é substituída pela violarita, com perda de ferro e níquel. A pirrotita altera em violarita e em pirita niquelífera. A calcopirita é apenas ligeiramente afetada, transformando-se muito localizadamente em covelita. Na Zona Oxidada, limitada em sua base pelo lençol freático, todos os sulfetos são oxidados a sulfates e goethita. Uma parte importante do níquel e cobre são lixiviados dessa zona. Entretanto, o gossan resultante conserva a assinatura geoquímica do minério primário.

Palavras-chave


Gossan; Violarita; Ni-Cu geothita.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.