TECTÔNICA RÚPTIL DA REGIÃO ENTRE PILAR DO SUL E VOTORANTIM, SP

PAULO CÉSAR FERNANDES DA SILVA

Resumo


O presente estudo foi realizado em escala l :50.000, na região entre Pilar do Sul e Votorantim, porção centro-sudeste do Estado de São Paulo, e buscou a investigação de elementos estruturais com ênfase na caracterização de feições de natureza rúptil. Na referida área de estudo, ocorrem os seguintes litotipos: metassedimentos do Grupo São Roque, metassedimentos correlacionáveis ao Grupo Açungui e ao Grupo Serra do Itaberaba, rochas granitóides diversas (correlacionáveis, principalmente, aos Maciços de São Francisco, Sorocaba, Piedade e Pilar do Sul), sedi- mentos do Subgrupo Itararé, aluviões recentes e alguns litotipos de ocorrência restrita (rochas metabásicas e alcalinas). A análise teve lugar em quatro domínios estruturais delimitados por zonas de cisalhamento transcorrente, que se configuram em importantes feições regionais na área de estudo. A aplicação de método gráfico para determinação das direções principais de paleoesforços permitiu o reconhecimento de seis regimes de esforços ao longo da área de estudo, dois deles de características extensionais e quatro compressivos, provavelmente diacrônicos e, portanto, correspondendo a eventos de deformação distintos. O primeiro evento refere-se a esforços compressivos orientados segundo a direção N-S. Os demais eventos, sucessivamente extensão NNW-SSE, compressão NE-SW, compressão NW-SE, extensão WNW-ESE e compressão E-W, apresentam características compatíveis com os modelos de tectônica cenozóica sugeridos para a porção leste do estado de São Paulo.

Palavras-chave


Estruturas rúpteis; Direções principais de paleoesforços.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.