COMPARAÇÕES GEOQUÍMICAS ENTRE GRANITÓIDES DO DOMÍNIO DA ZONA TRANSVERSAL, NORDESTE DO BRASIL

VLADIMIR C. MEDEIROS

Resumo


Estudos em granitóides brasilianos do nordeste brasileiro remontam a Almeida et al. (1967). Vários trabalhos posteriores tiveram como objetivo a caracterização destes litotipos, resultando num aumento considerável do conhecimento científico sobre a geologia da Província Borborema. O necessário avanço de conhecimento tem revelado alguns incômodos, tais como as diversas classificações e características utilizadas para os granitóides neoproterozóicos do Domínio da Zona Transversal (DZT), acarretando dificuldades na caracterização e comparação entre estes litotipos. Baseado em 203 análises químicas de granitóides brasilianos do DZT, pesquisados na região, e que já tiveram suas características definidas, foram realizados estudos comparativos com o intuito de reconhecer as características que permitissem distinguir os diversos grupos de granitóides considerados. Neste contexto, as rochas dos grupos cálcio-alcalino (tipo Conceição), peralcalino supersaturado (tipo Catingueira) e subsaturado (tipo Triunfo), afinidades trondhjemíticas (tipo Serrita), apresentaram características químicas passíveis de distingui-los. Em contrapartida, entre os grupos K-cálcioalcalino (tipo Itaporanga) e shoshonítico não foram observadas características marcantes, apesar de poderem ser distinguidos dos demais grupos estudados.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.