GEOCRONOLOGIA Rb-Sr DA PORÇÃO SUDOESTE DO MACIÇO DE GOIÁS

MÁRCIO M. PIMENTEL, REINHARDT A. FUCK

Resumo


Cinco suítes de rochas metamórficas (ortognaisses e metavulcânicas) e oito intrusões graníticas levemente deformadas a não-deformadas, expostas na porção sudoeste do Maciço de Goiás, foram analisadas pelo método isocrônico Rb-Sr, em amostras de rocha-total. Todas as unidades investigadas forneceram idades neoproterozóicas a eopaleozóicas (ca. 940 a 485 Ma). As razões 87Sr/86Sr iniciais das unidades ortognáissicas e metavulcânicas são, de modo geral, baixas (entre ca. 0,702 e 0,705). Esses dados suportam a existência de um importante evento de formação de rochas a partir do manto, na região central do Brasil durante o Neoproterozóico. As razões 87Sr/86Sr iniciais, obtidas para as intrusões graníticas, variam dentro de uma faixa mais ampla de valores, entre ca. 0,703 e 0,710, sugerindo contribuições mantélicas e crustais na formação dos magmas originais.

Palavras-chave


Maciço de Goiás; Geocronologia Rb-Sr; Neoproterozóico; Ciclo Brasiliano.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.