GEOTERMOBAROMETRIA EM ROCHAS DO COMPLEXO CAMPOS GERAIS AO NORTE DA ZONA DE CISALHAMENTO VARGINHA

ELIANE APARECIDA DEL LAMA, MARCOS AURÉLIO FARIAS DE OLIVEIRA, ANTENOR ZANARDO

Resumo


A composição química de minerais de rochas do sul do Complexo Campos Gerais, região de São Pedro da União e Nova Resende (MG), obtida por microssonda eletrônica, possibilitando estudos geotermobarométricos. Os dados químicos mostram composição mineral relativamente homogênea nas diferentes unidades litológicas analisadas. As paragêneses minerais e a geotermometria indicaram que o auge do metamorfismo ocorreu a temperaturas de 830-900°C e pressões de 12.5-15.0 kbar, mais  comumente de 700-750°C e 11.8-12.1 kbar, fornecendo um grau geotérmico médio da ordem de 21°C/Km, correlacionáveis com as do Grupo Araxá-Canastra. As condições metamórficas estimadas indicam ambiente de pressão superior ao do tipo barrowiano, pois não atingiu o campo de estabilidade da sillimanita, uma vez que a temperatura ultrapassou 800°C. 


Palavras-chave


Complexo Campos Gerais; Química mineral; Geotermobarometria; Metamorfismo.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.