MORFOLOGIA E GÊNESE DAS DUNAS FRONTAIS DO LITORAL DO ESTADO DO PARANÁ

RODOLFO J. ANGULO

Resumo


Neste trabalho, analisam-se a morfologia, as características texturais e as estruturas sedimentares dos cordões dunares que existem ou existiram, até serem destruídos pela ocupação urbana, ao longo do litoral paranaense e descrevem-se as características dos ventos e precipitações na área, com o objetivo de compreender a origem e evolução dos cordões dunares. São discutidas quais as variáveis que influenciam a evolução das dunas, concluindo-se que todos os cordões dunares formaram-se junto à linha de costa, a partir de dunas frontais, com o auxílio da vegetação e que não houve migração significativa das dunas. O diferente grau de desenvolvimento dos cordões foi atribuído a mudanças nas variáveis que comandaram sua evolução, principalmente climáticas, e à velocidade das variações relativas do nível do mar. As diferenças morfológicas foram atribuídas a variações nas condições climáticas ocorridas durante a formação dos cordões. Questiona-se, também, a existência do processo de "dissipação" de dunas.

Palavras-chave


Dunas frontais; Cordões dunares; Gênese de dunas frontais; Planície costeira do Estado do Paraná; Dissipação de dunas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.