ASPECTOS TECTÔNICOS FUNDAMENTAIS DO PEOTEROZOICO MÉDIO NA AMAZÔNIA BRASILEIRA

JOÃO B. S. COSTA, YOCITERU HASUI

Resumo


As variadas rochas vulcânicas, plutônicas e sedimentares do Proterozóico Médio da Amazônia brasileira relacionam-se com um evento termo-tectônico distensivo de abrangência regional. A geometria e a cinemática dos elementos estruturais e a natureza das unidades sedimentares permitem individualizar dois compartimentos extensionais principais. O Compartimento Oriental compreende vários feixes de falhas normais de direções NW-SE e WNW-ESE e mergulhos para NE, que compõem a arquitetura das bacias de tipo hemigráben; falhas normais inclinadas para SW definem, localmente, estruturas simétricas, como o Gráben do Cachimbo. As falhas de transferência orientam-se sistematicamente na direção NE-SW. Os dados geocronológicos disponíveis sugerem idades dos litotipos cada vez mais jovens de NE para SW, indicando que a movimentação extensional progrediu de NE para SW, por colapso da lapa (piso). O Compartimento Ocidental inclui feixes de falhas normais E-W inclinadas preferencialmente para N e falhas de transferência orientadas na direção N-S. Como as unidades litológicas tomam-se mais jovens à medida que se caminha para norte , pode-se deduzir que a progressão da deformação envolveu colapso da capa (teto). Os dois compartimentos articulam-se através da Zona de Transferência Boa Vista-Caracaraí. Os feixes de falhas normais nos dois compartimentos, bem como a Zona de Transferência Boa Vista-Caracaraí, têm direções coincidentes com as das anisotropias preexistentes do embasamento das bacias, indicando a reativação de estruturas antigas como um aspecto importante da tectônica distensiva e do adelgaçamento litosférico. A julgar pela natureza e volume de material magmático acumulado nas diversas bacias, conclui-se que o fator de estiramento foi superior a 2, mas não alcançou 5, esperado em estágios de formação de crosta oceânica. Esse evento extensional do Proterozóico Médio inverteu para compressão no limiar do Proterozóico Superior, em particular no Compartimento Ocidental. As falhas normais foram reativadas em cavalgamentos e as zonas de transferência funcionaram como lanços laterais.


Palavras-chave


Proterozóico Médio; Amazônia; Bacias sedimentares; Tectônica distensiva; Zona de Transferência Boa Vista-Caracaraí; Compartimento ocidental; Compartimento oriental.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.