CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DOS FLUIDOS ASSOCIADOS AOS VEIOS DE QUARTZO AURÍFEROS DE COSTA SENA - MG

LUIZ H. RONCHI, GASTON GIULIANI, CLAIRE BENY, ANTONIO C. C. FOGAÇA

Resumo


O estudo das inclusões fluidas dos veios de quartzo auríferos em Costa Sena, MG, demonstrou que fluidos aquo-carbônicos (C2 e C1) e aquosos estavam presentes durante o evento mineralizante. O fluido precoce C2 (de composição 82,2 mole% H2O; 16 mole% CO2; l,8 mole% NaCl) foi progressivamente diluído, em aproximadamente 350°C e 2,2-2,5 kbar, por um fluido aquoso (L), com um aumento de densidade produzindo o fluido C1 (de composição 94 mole% H2O; 3,8 mole% CO2; 2,2 mole% NaCl). A fO2. do fluido aquo-carbônico, estimada a partir da ausência de CH4, H2S, N2 e pela ausência de sulfetos nos veios, é próxima às condições do tampão (buffer) hematita-magnetita. A deposição do ouro é devida à desestabilização do complexo AuCl2- em resultado do processo de diluição, conduzindo a um aumento do pH dos fluidos em condições de fugacidade de oxigênio relativamente constantes.

Palavras-chave


Inclusões fluidas; Veios de quartzo; Ouro; Brasil; Espectrometria Raman; Microtermometria.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.